Publicidade Prefeitura de Timbó Natal 2

Notícias

A planta do câncer possui muitas propriedades medicinais

Saúde


O aranto é uma planta originária da ilha de Madagascar, no continente africano e tem suas propriedades bem conhecidas pela população local. Isso fez com que rapidamente a sua reputação se espalhasse pelo restante dos países da África.

Benefícios do aranto
O aranto possui incríveis propriedades capazes de beneficiar vários aspectos do organismo. Confira abaixo os efeitos que ele pode ter no corpo.

Adstringente
Devido ao seu efeito adstringente, essa planta consegue ser muito útil para diversos tipos de cicatrização, tratando doenças do aparelho digestivo, problemas de estômago, cólicas, diarreia, indigestão, inflamações intestinais e a gastroenterite.

Protege o coração
Rico em polifenóis, o aranto também é responsável por colaborar na saúde do sistema cardiovascular, ajudando no aumento do bom colesterol e na redução do mau colesterol. Além disso, há bastantes antioxidantes nesse ingrediente, responsáveis por aumentar o combate aos radicais livres presentes no organismo.

Reduz o estresse
O aranto contém compostos chamados flavonoides e ácidos fenólicos, portadores de propriedades antioxidantes. Essas propriedades combatem o efeito maléfico gerado pelo estresse no corpo, eliminando os radicais livres.

Preserva a visão
O extrato dessa planta, se combinado com o consumo de betacaroteno, possui poderosas propriedades para preservar uma boa visão, sendo importante para o bom estado da córnea.

Aranto cura o câncer?
No Brasil, o uso de plantas medicinais está muito ligado à cultura indígena, sendo os ensinamentos ligados à medicina natural passados de geração em geração. Houve também grande influência dos africanos e europeus e o aranto e suas espécies irmãs se adaptaram totalmente ao clima tropical brasileiro.

Essa planta despontou como uma excelente alternativa como remédio natural no país, inclusive com pessoas que acreditam em suas propriedades anticâncer.

Pesquisadores por todo o mundo investigam se há mesmo provas para essa capacidade de eliminar o câncer. Um desses estudos, da Universidade de São Paulo (USP), indica que a folha da fortuna (kalancher pinnata), da mesma família do aranto, pode ter, sim, propriedades contra o câncer.

Os compostos responsáveis por isso são os bufadienolídeos, que estão presentes nessa família de vegetais. O estudo completo da pesquisadora brasileira está disponível online.

Ainda que muitos investigadores invistam na pesquisa do aranto como anticancerígeno, ainda não há resultados suficientes que comprovem eficiência total dessa planta. Por isso, se optar por consumi-la, consulte seu médico antes e não abandone o tratamento proposto.

Onde encontrar
O aranto é bem conhecido por brotar espontaneamente, é muito fácil para se espalhar e, por isso, muito fácil para encontrar. Caso more ou vá para cidades pequenas, é possível que encontre facilmente alguém que tenha conhecimentos para reconhecê-la ou até mesmo saiba como cultivá-la.

Tenha atenção para sempre que for consumir chás de qualquer planta, só o faça depois de ter a certeza que escolheu a espécie correta, para não correr riscos de intoxicação.

Como consumir
O aranto pode ser utilizado de diversas maneiras, sendo as mais comuns os sucos e chás.
Se fizer um suco, é importante que o beba imediatamente, para evitar a perda de nutrientes.

Algumas pessoas também recomendam comê-lo cru, adicionado em saladas. Vale experimentar.

Como fazer suco de aranto
Ingredientes:

Água: 200 ml;
Aranto: 1 folha.

Modo de preparo:

Despeje os 200 ml de água e a folha no liquidificador;
Processe bem;
Beba logo após estar pronto.
Consuma duas vezes por dia.

Como fazer chá
Ingredientes:

Água: 200 ml;
Aranto: 3 folhas lavadas.

Modo de fazer:

Leve a água junto com as folhas ao fogo;
Com a tampa, espere ferver por 3 minutos;
Depois desse tempo, mantenha a tampa e deixe descansar por mais 2 ou 3 minutos;
Retire as folhas do chá e tome. Se sentir necessidade, adoce.

Efeitos colaterais e cuidados

Essa planta pode não ser adequada o consumo para portadores de pressão baixa ou hipoglicemia, pois pode agravar seus efeitos. Vale lembrar que é importante consultar um médico antes de ingerir qualquer planta medicinal.

Recomenda-se também não ultrapassar a ingestão total diária de 5 gramas da planta para cada quilo de peso da pessoa que irá consumi-la, pois doses maiores que essa podem ser tóxicas.

O aranto também não deve ser consumido por grávidas.

14 de Abril de 2019

Deixe seu comentário