Notícias

A guerreira Geovana

Saúde

O corpo frágil por ter nascido antes da hora, com 26 semanas de gestação, não impediu que a pequena Geovana crescesse, se desenvolvesse e fosse conhecer sua casa depois de 93 dias internadas na UTI Neonatal do Hospital e Maternidade Marieta Konder Bornhausen, em Itajaí. O desempenho dos 57 profissionais que atuam dia e noite no local garantiu um crescimento saudável e sem sequelas, apesar dos riscos que bebês prematuros com cerca de 500g correm. “O trabalho multidisciplinar e a corrida contra o tempo em cada um dos casos registrados aqui no Marieta fazem com que nosso índice de sucesso seja muito elevado, equivalente a grandes hospitais do mundo”, ressalta o pediatra intensivista Carlos Augusto Lopes.

Em 2015, 3.457 bebês nasceram no Hospital Marieta. Cerca de 320 antes do prazo ideal. Destes, 50 ainda nasceram com menos de 1,5kg, o que o eleva os riscos de problemas futuros ou mesmo de mortalidade infantil. Mas os casos foram todos positivos no ano passado. A equipe formada por 10 médicos, nove enfermeiros, dois fisioterapeutas, uma fonoaudióloga e 35 técnicos de enfermagem, mais os 20 leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) asseguraram o índice positivo.

A ocorrência de casos de nascimentos prematuros se dá por algumas questões como mães hipertensas, descolamento de placenta, partos múltiplos ou a falta de sequência nos exames pré-natais. A pequena Geovana nasceu de cesariana antecipada porque a mãe apresentou quadro de pré-eclâmpsia. Apesar do susto, a jovem, que é operadora de caixa, manteve a rotina de ir ao Hospital Marieta diariamente, dia e noite, durante mais de três meses.

O bebê teve todo o acompanhamento, foi alimentada por sonda até chegar à fase do aleitamento via copinho e, há três semanas, após o estímulo acompanhado, conseguiu ser amamentada no peito. “Foi a melhor sensação da minha vida. Estou muito feliz com o desenvolvimento da minha pequena e grata pelo que a equipe médica fez por nós”, se emociona Luciane.

Doação ao banco de leite

O Banco de leite foi primordial para o sucesso do desenvolvimento da Geovana e de todos os bebês prematuros que nascem no Hospital Marieta. O serviço recebeu o certificado Ouro – Excelência pelo Ministério da Saúde, pelo desempenho em 2015. O Banco foi um dos nove de Santa Catarina que receberam o certificado pelo cumprimento dos requisitos elaborados pela Rede Brasileira e Programa Iberoamericano em Bancos de Leite Humano. Apesar disso, os responsáveis pela unidade reforçam a importância da doação. No período de férias o estoque reduz e o pedido é para quem puder doar que avise por telefone que a coleta é feita em casa.


Ficha de nascimento da Geovana

Nascimento: 26 semanas de gestação
Peso: 580g
Tamanho: 30cm
Mãe: Luciane Aparecida de Oliveira, 22 anos
Pai: Mauro Sérgio André, 34 anos

Ficha de saída da Geovana do Hospital Marieta
Tempo na UTI Neonatal: 93 dias
Peso: 1.915g
Tamanho: 42cm

12 de Janeiro de 2016