Notícias

Empresários catarinenses discutem corrupção

Política

Encontro promovido pela Effecta Coaching faz parte do 2º Impacto Estratégico: Doses e Histórias de Valor

A crise política brasileira colocou em evidência a corrupção. O ato de desviar dinheiro público envolve políticos e empresas e faz com que o país enfrente problemas em todos os setores. Como evitar, detectar e tratar qualquer desvio ou inconformidade que possa acontecer dentro de grandes, médias ou pequenas organizações? Através de um conjunto de disciplinas chamado de Compliance, é possível. O assunto foi discutido por empresários catarinenses na 2ª edição do evento “Impacto Estratégico: Doses e Histórias de Valor”, realizado pela Effecta Coaching em Blumenau.

Quem comandou a discussão sobre Compliance foi o Representante Legal da Albany International Brazil, José Acácio Contezini. “Quando se fala em Compliance, logo se pensa que isso é coisa de empresa grande, de multinacional. O Acácio, especialista no assunto, conseguiu desmistificar isso, trazendo o tema de uma forma leve, com cases, o que proporcionou um novo ponto de vista sobre o assunto”, conta o gestor de Relacionamento da Effecta Coaching, Ramon Martins.

Ao final da palestra, empresários de diferentes segmentos e portes foram convidados a co-criar, sob condução da coach da Effecta Coaching, Janaina Manfredini, ações para serem aplicadas nas empresas. Na proposta, constaram pontos como rever e criar política de brindes; estruturar Compliance para entender, conscientizar e, então, criar políticas e controles internos; revisitar fluxo de compras; revisitar política de Caixa Físico; construir e compor um Código de Ética e propor Auditoria Externa do Processo Produtivo.

O documento simbólico foi assinado pelos representantes das empresas HBSIS, Conexão Imobiliária, Grupo Honda Takai, Dokassa Distribuidora, DC Logistics Brasil, Woelfer Tecnologia Contábil, Moldimplas, Marlan Malhas, Schmöller – Rede Top Supermercados e Dermaestética Farmácias. “O tema foi de extrema importância para a tomada de consciência de todos nós sobre a nossa responsabilidade de evitar atos ilícitos em nossas organizações” analisa a Master Coach da Effecta, Janaina Manfredini.

13 de Dezembro de 2017

Deixe seu comentário