Notícias

Vantagens do aprendizado de um novo idioma ainda na infância

Educação

Consultora TOEFL YSS no Estado de Santa Catarina e professora responsável do Barão Idiomas tira dúvidas sobre o estudo de línguas estrangeiras nas fases iniciais


O ano inicia e com ele os preparativos para o retorno aos estudos. Muitos pais já se planejam para colocar os filhos para aprenderem um novo idioma e, nesse momento, uma das principais dúvidas é sobre qual seria a idade ideal para inserir as crianças nos cursos de línguas estrangeiras. Segundo pesquisa divulgada pela Universidade de Granada, na Espanha, os estudantes que participam de aulas estrangeiras nas fases iniciais, prestam mais atenção e adquirem uma memória mais apurada. Para auxiliar os pais na escolha, a Professora Responsável do Barão Idiomas, Bruna Lorenzi, que é Consultora TOEFL YSS (Teste mundial de Proficiência em Inglês) no Estado de Santa Catarina, esclareceu algumas dúvidas sobre o estudo de um novo idioma ainda nas primeiras fases da vida:



- Qual é a idade ideal para aprender um novo idioma?

Quanto antes melhor! Não tem idade mínima. A concepção de que era preciso esperar até a idade escolar está cientificamente derrubada. No Barão Idiomas, oferecemos aulas de inglês e alemão a partir dos quatro anos de idade.



- Por qual motivo é tão importante que as crianças nas fases iniciais sejam estimuladas e inseridas no conhecimento de um novo idioma?

De zero a três e de três a sete anos são as duas fases em que o cérebro humano mais absorve conhecimento e mais tem facilidade em lidar com os desafios dos novos conhecimentos. Nessas fases, aprender não é uma tarefa.



- Já foi citado em alguns estudos que as crianças possuem mais facilidade em adquirir a pronúncia correta de novos idiomas. Por qual motivo ocorre?

Como nos primeiros anos da vida se forma e molda o aparelho fonador, o contato com novos idiomas possibilita a produção dos sons e fonemas de cada língua com facilidade.



- Quais são os métodos didáticos mais indicados para o estímulo ao novo idioma nas fases iniciais?

No ensino das línguas estrangerias usamos uma proposta sugerida por metodólogos que defendem o ecletismo inteligente, combinando várias teorias com ênfase na abordagem comunicativa. Essa metodologia tem a aprendizagem centrada no aluno, capacitando-o para usar a língua alvo para realizar ações autênticas de comunicação e interação.



- Pode citar alguns exemplos de atividades corriqueiras que tornam este aprendizado mais natural para as crianças/estudantes?

Realizamos algumas em sala de aula, no Barão Idiomas, e que podem ser complementadas também em casa, como assistir filmes/seriados na língua alvo, fazer uma cooking class falando apenas na língua estrangeira, estimular a leitura, utilizar-se de jogos e brincadeiras no idioma, ouvir músicas e pesquisar as letras e promover a repetição de vocabulário e expressões aprendidas. Aplicativos e rede sociais também ajudam a interagir com falantes do idioma.

23 de Janeiro de 2018

Deixe seu comentário